quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Gió de Giorgio Armani

Uma fragrância de arquitetura complexa e de efeito denso, porém poderosamente delicado e embriagador. É um daqueles perfumes que marcam épocas e memórias íntimas. Jamais esquecidos.
Gió tem cheiro de flores brancas frutadas e frias, mergulhadas em ondas macias, cremosas e aquecidas de âmbar e baunilha. Um efeito muito feminino e sofisticado, também presente em Anaïs Anaïs, de Cacharel, Escape, de CK e Amarige, de Givenchy. 
O perfume se abre doce, profundo e confuso, com uma profusão floral que, aos poucos, vai revelando a presença marcante da tuberosa e do jasmim. Notas frutais são percebidas nesse arranjo, o que atribui doçura e cremosidade ao perfume. A base conta com notas de almíscar, baunilha, sândalo e âmbar, além de algumas resinas.
Gió é um apelido dado a Giorgio Armani por seus amigos e revela, segundo a proposta, a essência da mulher Armani. 
Nada convencional, nada fácil de se encontrar. 
É hoje uma raridade.

Um comentário :

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...