quinta-feira, 26 de junho de 2014

Vetiver de O Boticário


Quem conheceu sabe que o antigo Vetiver, de O Boticário, era, no mínimo, um perfume de personalidade, diferente de qualquer coisa antes sentida.Tradicionalmente, os perfumes masculinos têm saída de lavanda e combinações cítricas/aromáticas.

No caso de Vetiver, notas densas de madeira eram logo percebidas (cedro, vetiver e patchouly), abraçadas por uma composição aromática muito interessante: noz-moscada e cominho.
Confesso que não sou fã dos perfumes contendo cominho, mas no caso de Vetiver, tudo era tão harmonioso, que em nada me incomodava. Pelo contrário: era algo viril e terno, ao mesmo tempo, lembrando, depois de um tempo, o cheiro suave de um gostoso sabonete masculino.
Lembrando que a colônia citada nada tem a ver com o último Vetiver lançado pela mesma empresa e, se não me engano, já descontinuado.
Uma pena!
Obs: A foto foi tirada do frasco original, que guardo com carinho.

Jil Sander Nº 4

Precisava fazer este post em homenagem à minha parceira Sarah.
Quando senti este perfume, imediatamente me vieram os ares de Exubérance, de O Boticário, descontinuado há tempos. Se não fossem pelas notas de mel, que se ausentam desta composição, diria que a semelhança deste com aquele é bem grande. Também me lembrou, obviamente, os já citados em outros posts (devido a notas que se assemelham ao Exubérance): Ysatis, Animale e Parfum de Peau. Creio que a combinação rosas, tuberosa e musgo de carvalho seja a responsável pela aproximação.
Deixando de lado as comparações, posso dizer que Jil Sander tem o cheiro de que gosto. Lembra-me as tradicionais composições da família chipre. Amo o contraste entre as notas florais e frutais mais frias com o fundo seco e quase vulgar de patchuli. 
A composição também conta com notas balsâmicas de gálbano e mirra, além do musgo de carvalho, que cria o fundo quente e animalic, ao lado do âmbar gris e do almíscar.
As rosas dão um show à parte. Um perfume maduro e sofisticado.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

E aí? Lembram?

Só pra curtir e matar a saudade: Cecita em embalagem antiga e o descontinuado Zíngara.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...