quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Aliage

A fragrância, lançada em 72, é um dos perfumes que evocam o luxo e a tradição francesa do perfume. Com notas cítricas e verdes na saída, logo revela seu caráter chypre, ao emergirem as notas mais densas e cálidas de musgo de carvalho, mirra e vetiver, principalmente. 

Aliage lembra-nos os clássicos franceses e revela uma feminilidade segura e arrojada.

O coração de jasmim e rosas, dupla certeira da perfumaria, enlaça as notas de saída e de base e assegura a delicadeza da fragrância em meio à pulsação rústica e especiada. Há algo de muito nobre neste perfume. 
Elementos muito bem equilibrados: cítricos e musgo, flores e especiarias, notas verdes, madeiras e resinas.
Vale notar que o efeito verde de Aliage se mantém em toda a evolução do perfume e cria um certo frescor que percorre toda a fragrância e morre em meio ao odor seco e empoado dos últimos suspiros. 
Existe algo de Chanel 19, Ysatis, First e Cabochard neste perfume. Não por serem muito parecidos, mas por se relacionarem ao requinte, à tradição e ao efeito legitimamente francês de um perfume, independente de sua origem.

Um comentário :

  1. Isso é perfume! De verdade. Incompreendido por mim num primeiro momento, o peso do musgo de carvalho, o toque "salgado",a densidade retrô...assustei! Hoje, que aprendi a usá-lo ( como uso o Karma da Lush, somente duas pequenas borrifadas sem apertar a válvula até o fim), sou apaixonada! Está no meu Top 5, ao lado do incendiário Tobacco Vanille. Amo Aliage, acho de uma elegância! É a cara dos anos 70( tá, eu era um bebê no final dos anos 70 mas sei que é a cara dele kkkk).Imagino Farrah Fawcett usando esse perfume, jogando uma partida de tênis.
    E sim, eu sempre digo que ele é um Chanel 19 "extrato".

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...