sábado, 10 de agosto de 2013

Imperial Opoponax

Que surpresa agradável e desconsertante. Muito bom quando somos invadidos por cheiros que correm às margens do que se torna comercial e popular demais. 
Um perfume de personalidade, decididamente: um arranque de notas cítricas misturadas ao efeito balsâmico de resinas nobres e com fundo doce de baunilha e empoado. 
Não se trata de uma fragrância doce. Não se trata de um perfume comum. Imperial tem algo da tradicional nobreza. Não é romântico, nem sensual. É distinto, marcante e refinado. 
Com um tempo, deixa um cheiro levemente doce e cremoso, contrastando com a força das resinas que se elevam em poeira. Um equilíbrio muito interessante.
Outra coisa que me chamou à atenção: apesar de evocar a tradição francesa do perfume, não há aquelas famosas doses generosas de aldeídos que tornam tantos perfumes sinônimo de antiguidade e sufocam, às vezes, as delicadas notas florais, por exemplo. 
Trouxe-me à mente o mesmo efeito de Le Baiser du Dragon, de Cartier.
Pode ser compartilhado, sem problemas.
Interessante e curioso perfume!

Um comentário :

  1. Imperial Opoponax foi arrebatador pra mim. Também conheci através de amostra. O cheiro impregna em tudo, benjoim doce que me derrubou. Não podia passar por esta vida sem tê-lo.Único, lindo!

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...