segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Gucci Accenti

A fragrância criada em 1995 é um estímulo à feminilidade com frescor e naturalidade. Com notas cítricas e frutadas, apresenta de início um delicado odor de rosas e lírio-do-vale contrastantes, pois a rosa envolve com volúpia e o lírio-do-vale tem um odor mais frio, mais triste, mais nostálgico. 
Após algum tempo, algo acontece com esse perfume. Não sei dizer exatamente, mas é como se tudo virasse um mix áspero de tangerina, flores, baunilha e sândalo, o que o torna metalizado e pouco interessante pra mim. Isso já me ocorreu também com alguns perfumes de Guerlain e, pasmem, também sinto isso em Tresór.
Não posso deixar de dizer, porém, que tal efeito soa muito feminino e sofisticado, principalmente pelo calor do sândalo e das notas orientais doces de baunilha e fava-tonka. Talvez a certa distância e de maneira contextualizada, isso pode ser atraente ao meu olfato.
No geral, gosto das notas iniciais, principalmente das rosas, que sinto com clareza.
O perfume figura entre as raridades atualmente e é tido, por alguns, como um clássico incompreendido.
Por Dominique Ropion.

2 comentários :

  1. Amo, amo, amo, amo, amo! Que perfume!! Oriental poderoso com notas macias, aveludadas!Intenso e sedutor,ele pra mim transita entre Gió EDP e Amarige. Aliás, essas flores aveludadas são a cara do Amarige...Lindíssimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado, Lily! A maciez não deu as caras pra mim. Pelo contrário: há algo áspero que me incomodou durante a evolução. No fim, ficou maravilhoso.

      Excluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...