sábado, 31 de agosto de 2013

Primavera

A estação preferida para os amantes dos perfumes talvez seja a Primavera.
Flores de todo tipo, de todas as cores e de perfumes variados invadem nosso cotidiano. Mesmo no Brasil, onde as estações não são muito bem definidas, pode-se perceber a beleza e o perfume de muitas flores.
Hora de abusar dos perfumes florais mais frescos durante o dia e daqueles mais orientais à noite.
Uma boa dica para curtir a primavera em todo o seu esplendor é J'adore L'eau Florale, inspirado nas magnólias. Simplesmente perfeito para qualquer hora do dia ou da noite. Para a noite, aposte em Chanel 19, versão Poudré. Um luxo de perfume, inspirado nas flores de íris, com efeito verde talcado e com fundo de musgo de carvalho. 
Há também muitos perfumes da marca Kenzo que têm nas flores sua principal e obsessiva inspiração. 
Enfim... Só algumas dicas para marcar essa época tão importante pra quem ama as flores, como eu.
Aproveitem a primavera que está chegando por aí.

Raridades de O Boticário

Olha só, gente!
Que beleza de imagem: acima, no canto direito, Vert. Abaixo, no canto esquerdo, o poderoso Yang e do outro lado, os perfumes da linha Living Flowers: Athena, Affinity, Kalanit e Ravel. Acima deles, verde, com tampa dourada, o também descontinuado North Wind, masculino.
De todos, o único que ainda resiste é Thaty, acima, lado esquerdo.

Antiguidades em Revista

Já deu pra perceber que tenho um fraco por perfumes antigos, descontinuados, ou por publicidades passadas, de perfumes que sofreram alteração na embalagem ou até mesmo não existem mais...
Estamos inaugurando um novo marcador: Antiguidades em Revista.
Comecemos com os perfumes de Chlorophylla.
Quase todos sofreram alteração em suas embalagens e ainda é uma marca pouco conhecida. Entre meus preferidos estão Marrô, H e Paradoxo.
O perfume de frasco com tampa vermelha, Ragtime, já não existe mais.

Gengis Khan - Marc de la Morandière

Fiquei muito surpreso com a explosão picante e aromática que a fragrância em questão provocou em meus sentidos. 
Gengis Khan é um perfume lendário e descontinuado. Depois foi relançado em edição limitada, para a alegria de seus fiéis seguidores. 
O perfume faz menção às terras do oriente e carrega o nome de um dos mais importantes imperadores da história mongol. 
De saída picante e aromática, conta com notas de pimenta, cravo, noz-moscada suavizadas e, ao mesmo tempo, estimuladas pelas notas cítricas e as de hortelã, bagas de zimbro, tomilho e lavanda. O corpo é floral, embora seja muito discreto. O que ocorre é uma rápida evolução do aroma explosivo inicial para um fundo mais quente e levemente cremoso, lembrando um sabonete masculino de odor mais acentuado. Notas de vetiver, patchouli, benjoim e incenso garantem esse efeito e sua longevidade.
Apesar de não constar, sinto um efeito couro nas notas finais... o mesmo efeito que faz de Quorum, Safári, Riviera Nights e Gentleman fortes referenciais de perfumes masculinos e bem viris.
Um perfume com notas claramente masculinas, lembrando, em algum momento, Montana pour Homme. 
Diferente e muito agradável. 
O frasco é um espetáculo e alude a objetos que circundavam o trono do imperador.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Gucci Accenti

A fragrância criada em 1995 é um estímulo à feminilidade com frescor e naturalidade. Com notas cítricas e frutadas, apresenta de início um delicado odor de rosas e lírio-do-vale contrastantes, pois a rosa envolve com volúpia e o lírio-do-vale tem um odor mais frio, mais triste, mais nostálgico. 
Após algum tempo, algo acontece com esse perfume. Não sei dizer exatamente, mas é como se tudo virasse um mix áspero de tangerina, flores, baunilha e sândalo, o que o torna metalizado e pouco interessante pra mim. Isso já me ocorreu também com alguns perfumes de Guerlain e, pasmem, também sinto isso em Tresór.
Não posso deixar de dizer, porém, que tal efeito soa muito feminino e sofisticado, principalmente pelo calor do sândalo e das notas orientais doces de baunilha e fava-tonka. Talvez a certa distância e de maneira contextualizada, isso pode ser atraente ao meu olfato.
No geral, gosto das notas iniciais, principalmente das rosas, que sinto com clareza.
O perfume figura entre as raridades atualmente e é tido, por alguns, como um clássico incompreendido.
Por Dominique Ropion.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Pipe Tobacco


O que me levou a postar sobre a fragrância em questão foi a surpresa e a inquietação. Basicamente, um perfume à base de tabaco. Não há arranjos complexos nem evolução. A fragrância cheira, realmente, a tabaco, com notas um pouco doces e lembrando alguma bebida... Talvez rom... Curiosamente, não é algo agressivo. É singular. 
Na verdade cheira a tabaco combinado com alguma especiaria, provavelmente canela, e tem curta duração na pele, visto que se trata de uma colônia. A ousadia, entretanto, que envolve a criação de uma fragrância como essa merece ser notada.
A fragrância em questão não é a única a surpreender pela ousadia. Recentemente foi lançado um perfume que imita o cheiro do papel novo, de livro novo, coisa assim...
O tabaco, na verdade, já ocorre em inúmeras criações masculinas. O que soa novo, no caso, é a presença do ingrediente como carro-chefe da obra.
A colônia pode ser usada diariamente e é facilmente compartilhável.
Lançada em 2000.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Nikita

Nikita é uma fragrância inspirada em uma única flor: a flor de tiaré, semelhante ao jasmim e à gardênia, símbolo do Tahiti, usada na fabricação dos colares de boas-vindas, usados pelos turistas.
Para adornar o odor doce, noturno e profundo dessas flores, a fragrância se inicia fresca e spice, com notas cítricas, pimenta e gengibre. Logo a brancura das flores se anuncia e cria deliciosos instantes de um romantismo puro, quase virginal. Aos poucos, as notas de base, principalmente âmbar e baunilha, emergem e se misturam aos acordes florais, criando um odor cremoso e amendoado. A partir daí, o romantismo radiante do perfume dá lugar a um efeito black, mais denso e camurçado, sugerindo uma sensualidade que cresce à medida que os acordes finalizam a sinfonia, com uma confortável feminilidade.
Uma delícia de perfume.
Lançado em 2007.


quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Remember Me


Logo que senti, realmente provocou em mim algumas lembranças. Havia, há muito tempo, um desodorante de frasco bojudinho, vendido por uma dessas marcas que vão até as pessoas... Era um luxo em minha infância. Sentir aquele cheiro me fazia muito bem. Como se o frescor orvalhado das colinas em florescência fosse aprisionado num frasco.

Remember Me é uma fragrância que começa molhada e verde, desenvolve-se rosa e terna e encerra-se levemente cremosa, com insinuações em vermelho (rsrs). Um notável equilíbrio entre os acordes florais que se traduz em carinho e aconchego. Em leveza e frescor.
Notas de lilás, violetas, jasmim e mimosa casam-se perfeitamente com os acordes verdes e aquosos presentes nas notas de saída. Tem o frescor verde de Eau de Moiselle, lembrando lírios e narcisos debruçados à margem de um lago, e o romantismo dos anos 80 (ahhh...violetas), modificado e modernizado pela expressão mais leve das flores (como ocorre em Glow, por exemplo). Na verdade, os acordes florais desta fragrância soam, literalmente, como música pra mim, tamanha a harmonia e a doçura.
Dior novamente me laça. Nunca me decepciono. E mesmo que a fragrância se pareça delicada e até despretensiosa, soa Dior com muita clareza pra mim.
Um mimo raro!
Lançado em 2001 em edição limitada.

sábado, 10 de agosto de 2013

Imperial Opoponax

Que surpresa agradável e desconsertante. Muito bom quando somos invadidos por cheiros que correm às margens do que se torna comercial e popular demais. 
Um perfume de personalidade, decididamente: um arranque de notas cítricas misturadas ao efeito balsâmico de resinas nobres e com fundo doce de baunilha e empoado. 
Não se trata de uma fragrância doce. Não se trata de um perfume comum. Imperial tem algo da tradicional nobreza. Não é romântico, nem sensual. É distinto, marcante e refinado. 
Com um tempo, deixa um cheiro levemente doce e cremoso, contrastando com a força das resinas que se elevam em poeira. Um equilíbrio muito interessante.
Outra coisa que me chamou à atenção: apesar de evocar a tradição francesa do perfume, não há aquelas famosas doses generosas de aldeídos que tornam tantos perfumes sinônimo de antiguidade e sufocam, às vezes, as delicadas notas florais, por exemplo. 
Trouxe-me à mente o mesmo efeito de Le Baiser du Dragon, de Cartier.
Pode ser compartilhado, sem problemas.
Interessante e curioso perfume!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Lemongrass ou Capim-Limão

Também conhecido como capim-cidreira, é um ingrediente que combina perfeitamente com outras notas cítricas e frescas.
Planta nativa da África do Sul, é também muito comum no Brasil. De crescimento rápido, produz folhas e talos muito aromáticos e é muito utilizada em medicina popular e aromaterapia. Na indústria de cosméticos, seu óleo essencial é usado na produção de sabonetes, tônicos, entre outros. Também é muito utilizado em aromatizadores de ambientes, criando um clima leve, fresco e calmo.
Possui um odor semelhante ao limão, porém menos cítrico, mais aromático, como no caso do gengibre. Participa de composições da perfumaria, nas notas de arranque, e garante um delicioso efeito estimulante às fragrâncias.
Também ocorre nas tradicionais colônias, para uso diurno e abundante. Um bom exemplo são as águas de Natura, da linha Ekos, na versão Capim-Limão. Também está presente em Marro, de Chlorophylla, em que marca profundamente o ambiente e a memória.
Só uma observação: ao contrário do que muitos pensam, o capim-limão não é o mesmo que a citronela. No caso deste último, o odor também é cítrico, porém com algum toque floral e menos suave.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Insomny


A fragrância chamou minha atenção devido ao efeito incensado que emerge do frescor do gengibre logo após se elevarem as primeiras notas.
Apesar de não constar na composição, lembrou-me muito algumas fragrâncias de saída spice/aromática com base de vetiver. Insomny me trouxe imediatamente três fragrâncias: Kenzo Jungle pour Homme, Azzaro Visit pour Homme e M7 Fresh, de YSL.
O que temos é uma belíssima obra de odor tônico e estimulante no início e que rapidamente evolui para ondas mais quentes, amadeiradas e picantes e muito sofisticadas. 
As notas  do gengibre, combinadas com o floral/frutal do maracujá, casam-se perfeitamente com  a densidade sensual da baunilha, da pimenta e do almíscar, o que provoca nos sentidos a percepção de algo balsâmico, especiado e defumado.
O frasco é bastante moderno, futurista e limpo.
Show de bola!

To Sarah


Nosso blog festeja a boa relação estabelecida com os leitores e o carinho que tenho recebido de alguns deles. Em mais de três anos de existência, fizemos valiosas amizades. Recentemente, uma das minhas visitantes mais fieis decidiu me presentear com amostras de várias fragrâncias que ainda não conhecia. 
Ultimamente estava meio complicado postar, pois, embora eu conheça muitos perfumes, não posso conhecer todos e ter acesso sempre que preciso.
Bem... Isso se resolveu por um bom tempo. A nossa querida Sarah conseguiu me estimular a escrever mais e mais sobre essa arte maravilhosa. 
Valeu, Sarah! A casa será sempre sua!
Cristiano  Bazoni

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Dalissime


Uma fragrância leve, floral com acentos frutais, fresca e feminina.

Foi criada em homenagem à esposa de Salvador Dali, em 1994. Tem efeito doce e delicado.
Nas notas de saída figuram frutas como damasco, abacaxi e ameixa. O coração é inteiramente floral, com jasmim, tagetes, narcisos, rosas e lírio. Ao fundo, notas de âmbar, baunilha, almíscar e sândalo. Há também alguma insinuação frutal na base da fragrância.
Apesar de bastante agradável, não há muita inovação na composição. Pelo contrário: há uma infinidade de fragrâncias, incluindo as nacionais, que partem desse mesmo tema. Algo que nos lembra frutas vermelhas e que têm a cara da geração teen, ou seja, um perfume jovem, fresco, otimista, mas pouco sofisticado, sedutor ou glamouroso.
O frasco é uma homenagem à tela "Natal", de Salvador Dali.
Em 1994, por Mark Buxton.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...