quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Dimitri On The Rocks


Mais uma fragrância que me frustra.
A ideia seria um perfume que nos remetesse à "balada". Cheiro de noite, de "drinks", de gente bonita e animada.
O que surgiu foi a reedição de muitas reedições de O Boticário: perfumes masculinos de saída fougère ou aromática, acrescidos de notas orientais e amadeiradas mais quentes, formando um bland. Dimitri On The Rocks inspirou-se na vodka, mas não surpreendeu. 
Continuamos com as mesmas notas picantes mergulhadas em lavanda ou chá de sálvia ou manjericão com fundo amadeirado... (só uma comparação).
Continuamos a nos frustrar quando o assunto é algo realmente inovador e único.
Temos aí um perfumista que só conhece uma direção olfativa.
Será que é modismo ou falta de ousadia?

3 comentários :

  1. Pois é, não é muito original, não dura muito e também não tem muito "sillage". Inspirado numa vodka sem álcool, talvez, para menores de 18. Isso aqui deveria ter sido lançado na linha X-Treme para adolescentes. Mesma coisa o Dia do Homem anterior, Connexion Urban.

    ResponderExcluir
  2. E, mesma coisa o Connexion My Way de 2013, acrescento. Não é que sejam ruins, são bons por exemplo, como a primeira fragrância de um adolescente de 13 anos...(contraste com a época em que nós éramos adolescentes de 13 anos, e nossas opções eram Styletto, Connexion, Quasar, Eros, Rarus de L'arc en Ciel - hoje Horus da Natura - ou seja, direto nos perfumes com substância mesmo, e admito que com 13 anos, não combinavam muito harmoniosamente não; colônias como Dimitri on the rocks, Connexion Urban e My Way são perfeitas para esta faixa etária). Os lançamentos mais adultos não me animaram muito (Egeo Provoke Man, Malbec Gran Reserva de novo, e Zaad Exclusive). Vamos torcer para os lançamentos adultos deste ano serem mais interessantes (começando agora dia 27 de maio com a campanha dos namorados, parece que será uma versão de Coffee, está prometendo ser bom), e que em agosto consigam pensar em outra coisa para os pais além de mais uma variação-muito-parecida-de-Malbec (e novamente, não que Malbec seja ruim, mas está na hora de criarem algo novo e de impacto, poderia ser baseado em cognac Napoleon, por exemplo).

    ResponderExcluir
  3. Gastão realmente o boticario tem um grande defeito, suas fragrancias são demasiadamente equilibradas, sendo muito dficil a percepção das notas (talvez pela concentração deo-colonia), acho todas as criações muito adolescentes (com excessao do coffee e malbec), falta algo mais ousado. pra homem mesmo. talvez por isso tem uma hora que as pessoas se cansam dos perfumes do boticario e vão para os importados !

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...