terça-feira, 6 de novembro de 2012

Chloé Eau de Parfun

Temos aqui uma daquelas fragrâncias que soam moderníssimas, mas que mantêm alguns traços clássicos e maravilhosamente sofisticados. 
De saída floral/frutal, é como um mergulho certeiro em uma profusão de flores magníficas adornadas pelo frescor da lichia. Ao mesmo tempo, a combinação nos traz um clima tropical, lembrando frutas suculentas, como a manga, por exemplo. Mas é só uma ligeira impressão. Aos poucos, as notas de rosas ficam explícitas, acompanhadas de peônia, magnólias e lírio-do-vale. 
A fragrância então torna-se feminina e muito sensual.
Mas o que me tentou profundamente foi o contraste entre a delicadeza e a força da fragrância. As notas florais frescas e intensas somam-se à base ricamente ambarada e quente, criando um efeito quase chypre, o que traduz tradicionalismo e ousadia ao mesmo tempo. 
Chloé me faz lembrar Diesel Fluel for Life, de Diesel, e Coco Mademoiselle, de Chanel. 
Um aroma digno de ser reverenciado por pessoas que curtem perfumes feitos com sabedoria e arte, indicados a quem reconhece na tradição o bom gosto, a suntuosidade, e na modernidade, o glamour e muitas possibilidades.
Para meu amigo Yvan!

3 comentários :

  1. Cris,
    Obrigado pela dedicatória, fiquei emocionado...
    Agora vou ter que testar esse perfume!
    Grande abraço,
    Yvan

    ResponderExcluir
  2. Feita com muito carinho pra vc, amigo!

    ResponderExcluir
  3. Conheci este maravilhoso perfume ontem e, engraçado, me lembrou o hoje raríssimo polo sport woman de Ralph Lauren que usei muito nos anos 90, quando entraram em voga as fragrâncias "clean" como Acqua de Giò, o delicioso Fleur d'Eau de Rochas (descontinuado como Byzance) e Eau d'Eden. Que saudade daqueles cheiros. Hoje é tudo feito com baunilha, para o público teen. Que deserto, que deserto, que deserto...

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...