quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Patchouli

De odor terroso, levemente amargo, lembrando notas verdes, e profundamente amadeirado. O óleo essencial é extraído pelo processo de destilação a vapor das folhas secas da planta. É nativo das regiões tropicais da Ásia, mas já se encontra em diversas regiões quentes do mundo, como na África e na América do Sul. A planta apresenta-se arbustiva e pode chegar a 1,50 metro de altura. 
O patchouli está ligado intimamente à cultura indiana e nos anos 70 foi amplamente difundido pelos hippies. Na perfumaria, participa de inúmeras criações, masculinas e femininas. Combina perfeitamente com o vetiver, com o sândalo e outras notas amadeiradas, fixando a fragrância na pele e atribuindo-lhe calor e ternura. Também pode conferir rusticidade ao perfume. Na combinação com flores, destaca-se a parceria com as rosas, o que gera um efeito clássico e muito sofisticado. Em Clinique Aromatics Elixir, essa impressão é nítida. Nos masculinos, destaca-se Gentleman de Givenchy. O patchouli participa também da estrutura de muitas fragrâncias chypre, acompanhando notas úmidas ou lenhosas. Também está presente em muitos perfumes orientais, combinando-se com a baunilha ou envolvendo outras especiarias e arrematando os arranjos florais e/ou frutais mais densos. 
O patchouli, por si só, já realiza perfeitamente seu papel de perfumar e encantar. Chegou à Europa com Napoleão, que trouxe do Oriente um par de xales embebidos do óleo essencial.  
Um astro, realmente. E um dos aromas mais intensos e versáteis utilizados na perfumaria mundial.

2 comentários :

  1. De que planta é extraída a fragrância do perfume Ravel? Preciso muito saber, obg!

    ResponderExcluir
  2. Um perfume é elaborado com uma grande variedade de matéria-prima. No caso de Ravel, entram notas florais, o verde aromático de flores de tagetes, madeiras, almíscar e patchouli.

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...