quinta-feira, 26 de maio de 2011

Absinto

A expressão floral talvez nunca tenha tido tanta ênfase como na década de 80. Um misto de romantismo e ousadia fazia das mulheres novas criaturas, agora mais emancipadas e tomando consciência de sua participação na sociedade. Os saltos e o corpo esculpido já eram a imagem da mulher de então. Dona da sedução e, ao mesmo tempo, feminina como nunca, cria-se a exigência de novos amparatos. A adoloscência da época refletia também o desejo de um redimensionamento. Com grande desejo de expressão, encontravam nas bandas de roque uma forma de exaltação e esgotamento. As fragrâncias dessa década se baseavam nos florais. Florais frescos, como Paris e florais orientais bem adocicados faziam a cabeça da galera: Lou Lou de Cacharel e Poison de Dior. No Brasil, surge Absinto. Com uma campanha muito bem bolada, instigava o consumidor jovem com a frase: "Proibido para menores". Uma bomba. A empresa Água de Cheiro, ainda muito jovem, talvez nem esperasse tanto sucesso e pôde competir com a poderosa O Boticário que lançava um de seus grandes sucessos: Thaty. A publicidade trazia um corpo feminino tatuado, revelando toda a irreverência e ousadia da mulher. Criado em 1987, com um nome que referencia uma bebida de altíssimo teor alcoólico e envolta por contextos parisienses notívagos e voluptuosos, Absinto vai diretamente ao encontro da fragrância de Dior, Poison, que em português significa veneno (lançada em 1985). Hit eterno, é uma fragrância nacional com claras características de um perfume importado, mais especificamente francês. Floral frutal, claramente notado, contém especiarias que conferem à exagerada doçura um corpo quente e picante. Absinto não tem nas notas de saída os famosos citrus que "alavancam" a fragrância. Sua cabeça é corajosamente e extremamente floral: rosas, tuberosa e ylang-ylang, ou seja, três flores símbolo de mulher romântica, misteriosa e sedutora, respectivamente. O corpo da fragrância é frutal especiado, com anis, e ao fundo o vetiver, o cedro e o musk cálido e persistente. Não há como não ser notada com uma fragrância desse calibre. Não há como não sentir uma pontada de nostalgia, afinal os anos 80 marcaram profundamente a mulher brasileira. Para as curiosas, já existe o flanker Absinto Elixir, uma reinterpretação que, confesso, me deixou curioso...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...