domingo, 6 de fevereiro de 2011

Giorgio Armani

Nascido na Emília-Romanha, norte da Itália (ao sul de Milão), Giorgio Armani estabeleceu um novo padrão na moda feminina. Insipirou sua linha feminina em trajes comumente masculinos, no entanto, desenvolvendo acabamentos, tecidos e corte que privilegiavam as formas femininas. Freqüentou a faculdade de medicina por dois anos. Após completar suas obrigações militares, em 1957, trabalhou em uma loja de departamentos chamada La Rinascente, como um decorador de vitrines, iniciando-se, então, no mundo da moda. História no mundo da moda De 1961 a 1970, estabeleceu uma união com Nino Cerruti construindo a sua carreira como designer (estilista). Encorajado pelo seu amigo, Sergio Galeotti, lançou em 1974, sua primeira coleção masculina, levando o seu nome. Gradativamente começou a adaptar as suas criações para a linha feminina, lançando a sua primeira coleção, em 1975, em parceria com Galeotti. A modelo oficial da Giorgio Armani é a atriz e cantora Michelle Pfeiffer, inclusive o estilista esta com um desfile especial desde 2007 com o tema de Super-Heróis e a principal personagem é a vilã de Batman em 1992 a Mulher-Gato interpretada pela atriz. Como é de se imaginar assim como no filme, a Mulher-Gato da Armani rouba a cena nas passarelas. Polêmicas É conhecido por ser um viciado em trabalho e várias vezes arrogante ou rude em situações delicadas. Suas desavenças com outros diversos estilistas italianos, (por exemplo, Gianni Versace), são bastante conhecidas. (WP) No mundo dos perfumes, Armani tem criações respeitadas. O mais importante é o clássico Armani pour Home, fragrância atemporal e muito refinada. Há também o tônico Acqua di Gió e o especiado Attitude. Entre os femininos, damos destaque a Gió, fragrância contendo flores brancas, inspirada na mulher urbana e vibrante e o cálido Indole d'Armani.

Chanel nº 5

Tarefa mais que difícil descrever esse ícone da perfumaria mundial. Chanel 05 é, sem dúvida, o mais famoso perfume de todos os tempos. Símbolo do luxo e da sedução, foi criado em 1921 a pedido da estilista Coco Chanel. Dentre as fragrâncias que provou, madame Chanel escolheu a de número 5, daí o nome do perfume. Foi imortalizado em 1951 por Marilyn Monroe quando declarou que usava para dormir duas gotas da fragrância e o corpo nu. Tornou-se o carro-chefe da grife e mantém súditos por todo o mundo. Tradicional, ainda mantém inalterados o frasco e a fragrância. E que fragrância: com notas intensas de flores e madeiras. Cria uma atmosfera única e muito feminina. As nunces florais de Chanel 05 são reforçadas por aldeídos que dão ao perfume o tom legitimamente francês. Contém Ylang-Ylang, Rosa e Jasmim, três flores extremamente femininas que criam um buquê único, envolto em tons amadeirados de sândalo, vetiver de Bourbon e pau-rosa, este último é uma importante contribuição brasileira. A evolução na pele varia muito de mulher para mulher, mas pode-se afirmar que, desde as primeiras impressões, pode-se perceber a bomba floral borbulhante que se espraia lentamente e não esmorece; apenas vai se adequando à insistência dos tons mais amadeirados que, aos poucos, emergem desse maravilhoso jardim, dando origem a um odor talcado, sedoso e impossível de imitar. Chanel 05 não é para qualquer mulher: tem de haver uma altivez no estilo e uma feminilidade latente, em cada gesto, em cada palavra. É o perfume da mulher fina, sofisticada e sedutora por excelência.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...