sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Gentleman


Lembro-me de quando conheci essa fragrância: Ganhei uma miniatura. Era inverno e eu usava uma camisa de "linha" azul-escura. Usei-o. Logo senti que eu não estava usando qualquer coisa. É como se o perfume determinasse minha conduta, meus gestos. Senti-me um homem um pouco mais velho do que era na época. Fino, tradicional, requintado, sério e cultíssimo. É isso. Gentleman inspira bons modos, sobriedade e intelectualidade. Para quem conserva seus valores, seu estilo e não se deixa levar por tendências. Rapidamente minha camisa de linha transformou-se num maravilhoso suéter, criando a imagem de um "gentleman" em seu momento de lazer. Assim me sentia naquele dia de frio gostoso e de aroma amadeirado. A fragrância é marcante. Tem como guia a profusão de madeiras aromáticas envolvidas pelo romantismo das rosas e pela sedução doce e ardorosa da canela e do mel. Interessante notar que os tons amadeirados surgem num rompante, logo nas primeiras impressões. A rosa e o mel dissolvem em parte a extrema seriedade da fragrância. Há madeiras por toda a parte: nas notas de cabeça, corpo e coração. O fundo é elegante e sedutor. Tem forte acento aconchegante patchouli. Além disso, contém o calor adocicado da baunilha e do musk, o cheiro terroso e úmido do âmbar e do vetiver e a maciez do couro. Pensem: um misto de madeiras nobres envoltas em nuances de rosa e mel sobre um fundo quente e macio. Quer melhor? Criado em 1974, por Paul Leger.

4 comentários :

  1. Quando conheci Gentleman foi amor à primeira vista: finalmente um patchouly requintado, como você disse, com rosas e mel, hmmmm!
    Muitos anos depois comprei outro frasco e percebi que alteraram a fórmula, ficou menos intenso, mas ainda é um charme esse perfume, nada se compara a ele, talvez o Zino de Davidoff se aproxime um pouco. Bem pouco...

    ResponderExcluir
  2. Concordo. Zino tem essa coisa da madeira muito marcante com notas adocicadas. E tabaco. Faz-me lembrar de Vezzo.
    Abraços!!!
    Outra coisa: conheceu Eaudemoiselle? Que cheiro bom, Yvan!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conheci o Eaudemoiselle...
    Eu adoro esse blog. Visito vários e acho este o mais simpático, pois você não faz uma abordagem meramente comercial do perfume ou para que ele serve (balada, dia, noite etc). Odorata é poesia também!

    ResponderExcluir
  4. Que bom ouvir isso! Vindo de você, então...
    Obrigado, querido Yvan!

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...