segunda-feira, 11 de julho de 2011

Paradoxo


Uma colônia muito interessante e envolvente. Paradoxo funciona como um complemento para o odor natural da pele masculina. Um efeito obtido graças ao contraste das notas verdes florais com o couro e o âmbar, o que revela algo de balsâmico e adocicado que abraça os tons fougére e amadeirados típicos. Este último, aliado ao âmbar, dá ao perfume um tom cálido, bem viril, mas nem um pouco agressivo. Tem algo animalic que se percebe sutilmente. Desenvolve-se na pele com muita naturalidade e deixa um rastro que não envelhece, como ocorre com muitos perfumes masculinos. Merece a atenção de quem curte um bom perfume.

3 comentários :

  1. Cris, quando você me indicou o paradoxo, testei e achei muito parecido com o Paco Rabanne pour homme clássico, confirma?

    ResponderExcluir
  2. Talvez nas notas de saída. Acho, entretanto, que Paradoxo tem algo de ambarado, aveludado e muito diferente. Você percebeu que as notas de fundo lembram algo parecido com secreção animal? Paco Rabanne é maravilhoso, seco, lembrando-me um pouco as notas iniciais de Kouros. Mas no fundo não percebo a ousadia...

    ResponderExcluir
  3. Hmmm, nesse caso tenho que ter um frasco para ver como a fragrância evolui na pele...

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...