terça-feira, 12 de julho de 2011

Addict


Nessa fragrância paradoxal, o angelical e o profano se unem divinamente... Addict tem o glamour da marca Dior. É encorpado e tentador. As primeiras impressões dessa joia são florais explosivas, porém obscuras, fechadas, cálidas. Aos poucos descobrem-se as notas picantes de canela, quase ardorosas, acompanhadas pela dama-da-noite e pelo jasmim, além do movimento luminoso e profundo da flor de laranjeira. Essa mistura de flores, assim como em Fleur du Male, tem um alcance contundente na memória olfativa de quem o percebe pela primeira vez. Depois, vai-se percebendo o fundo quente e opulento de baunilha e fava-tonca que reconsidera as flores e as envolve, de forma divinamente sofisticada, tornando-se mais feminino e glamouroso. Um perfume que valoriza o lado instintivo e sedutor da mulher. O frasco, de cor azul-escura, faz referência à personalidade marcante do perfume, referenciando algo feminino, porém nada muito delicado e sutil. Além do mais, a presença das madeiras nobres na base da fragrância atribuem um tom arrojado à obra, desfazendo algumas concepções modernas de perfumes femininos de "aura" rosa e apelativa.
Fragrância inebriante!

2 comentários :

  1. Esse foi o único perfume que senti na vida no qual há aquela verdadeira dama da noite selvagem que impregnava o quintal quando eu era criança. Quanta saudade, quanto pesar por hoje viver num mundo tão real, tão cheio de prédios... Muitas plantas e flores da minha infância não vejo mais. Tinha uma espécie de hibisco (borboleta) que a gente adorava colher para chupar o melzinho. Sumiu! O mundo dos perfumes nos faz recuperar essas impressões, essas queridas lembranças...
    Adorei a música de Marisa Monte!

    ResponderExcluir
  2. Sua contribuição é sempre luxuosa. Obrigado, Yvan!

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...