segunda-feira, 7 de março de 2011

Maconha e Perfume: Como Assim?

A maconha pertence ao gênero Cannabis e se apresenta em três principais variações: Cannabis sativa, Cannabis indica e Cannabis rudelaris. Tem sido usada como narcótico durante séculos e também por médicos e espiritualistas. Até aí, já sabemos. Mas usar essa planta como um dos únicos componentes de uma fragrância? Caraca!!! Será que isso dá certo? Provavelmente, o perfume não contém ingredientes psicoativos. Deve, somente, fazer referência ao odor da planta, o que já é algo polêmico e, para alguns, instigante. Eis o dito cujo:

Black Afgano Nasomatto
Criado com o propósito de evocar o que há de "melhor" no haxixe (matéria resultante de um processo envolvendo a maconha que a torna seca, resinosa e compacta, para ser fumada ou ingerida), esse perfume, conforme descrição, auxilia na busca pela felicidade temporária. "Nasomatto é uma marca muito particular de italianos criativos e estranhos - perfumes fortes, com idéias loucas, um monte de referências a proibidos "prazeres" e nenhuma descrição olfativa do perfume que é sempre muito forte, opulento e quase bruta". Encontramos apenas a Cannabis sativa como descrição de sua composição. Não pude acrescentar mais nada, já que não o conheço, mas farei o possível para ter contato e descrevê-lo melhor. Sóóóó...... (rsrsrsr)!

3 comentários :

  1. Que curioso, onde se encontra esse perfume?

    ResponderExcluir
  2. Curioso mesmo (rsrsrs). Tente http://www.luckyscent.com/shop/section/1/item/41007/brand/Nasomatto/Black_Afgano.html.

    ResponderExcluir
  3. Há tempos eu quero comprar o "Hungry hungry hippies" da Smell Bent que tem essa mistura de cannabis, chocolate, patchouli e notas terrosas.
    A princípio feito em óleo, lançaram agora a colônia EDT.
    Um hora executo a compra.

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...