segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Organza

Trata-se de um maravilhoso perfume, criado sob as influências da alta costura by Givenchy. Uma viagem pelo luxo das noites de gala, embelezada pela nobreza dos vestidos, inspirados nos mais finos tecidos. É uma fragrância floral, com toques orientais, que exala feminilidade. Contendo flores como íris, peônia, jasmim e a delicada e rara tuberosa sobre um fundo de madeiras e baunilha, Organza mistura feminilidade, opulência e volúpia. Representa uma mulher que passeia naturalmente entre a sedução e o bom gosto. Contrida nos gestos, dispensa muitas palavras. O frasco faz referência a um modelo feminino, destacando a silhueta do corpo e o caimento do vestido. Mais feminino, impossível.

9 comentários :

  1. Alguns perfumes andam me surpreendendo. Quando Organza foi lançado eu o senti na loja e não gostei ( e olha que ele é do estilo que mais adoro).
    Ano passado, provei novamente e amei!!! Oriental, doce , poderoso! Eu realmente não sei se a nossa percepção/gosto mudam , os perfumes andam mudando com o tempo ou as duas coisas.
    Algo semelhante aconteceu com Sun, Moon , Stars que, ao conhecer, me decepcionou ( isso nos anos 90) e hoje, uso frequentemente e adoro.
    Paloma Picasso EDP mudou, era terrível...hoje é usável. Enfim, voltando ao Organza, é um perfume incrível e o frasco de beleza esplendorosa ( lembra-me a beleza inenarrável do Vendetta- Valentino).
    Aliás, palmas para os perfumes Givenchy, no geral são sempre muito bons!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem dia que o olfato da gente falha também,um dia estava cansada e com fome, irritada, provei uns perfumes que comprei e parecia que só sentia o álcool em um do outro detestei. Desconfiei mas esperei pra ver outro dia, para confirmar essa impressão. Deu certo, consegui sentir os perfumes direito,rsrs.

      Excluir
  2. Organza é perfeito. Luxuoso e nada pop (rsrsrs). Não gosto de fragrâncias muito populares, apesar de reconhecer o valor de muitas. Quanto à composição, isso é verdade: mudam para agradar aos olfatos mais exigentes. Quando a alteração é radical, divulgam, como aconteceu com Femme de Rochas. Mas também há outra questão: nós mudamos, não é mesmo? Paloma Picasso me encanta profundamente. Amo os perfumes de base chypre. Beijos, querida!

    24 de maio de 2011 15:51

    ResponderExcluir
  3. O Femme de Rochas tinha algo do Cinnabar de Esteé Lauder, era um elixir, atualmente é ainda muito bom, mas é outro perfume, só sobraram o cominho e o cravo da Índia. E o frasco, inspirado nas ancas de uma atriz famosa...
    Não captei o Organza até hoje, ontem ele me fez lembrar o Carolina Herrera ou o mítico Jardins de Bagatelle, mas não sei defini-lo.
    Cris, você o usaria?

    ResponderExcluir
  4. Vixi! Usei e muito (rsrsrsr). Sabe, Yvan, acho Organza extremamente feminino e isso me deixa um pouco reticente. Não por ser um "perfume de mulher", nada disso, mas por não conter aquelas notas, geralmente de saída e de fundo, que dão ao perfume um caráter compartilhável. Organza é feminino e ponto. Mas me agrada a combinação floral com os toques de amêndoas, baunilha e madeiras, sem tornar a fragrância uma sobremesa (odeio isso). Pense num buquê harmonioso, levemente condimentado, o que dá um efeito levemente cremoso à fragrância. É isso que sinto em Organza.
    Sabe que essa dificuldade de definir um perfume me ocorre sempre com Trésor? Por isso ainda não postei muita coisa a respeito. Se tiver maior intimidade com essa fragrância maravilhosa, ajude-me (rsrsrs)!

    ResponderExcluir
  5. Trésor é de Sophia Grojsman, minha perfumista preferida. Rosas brancas, flores de damasco e almíscar são a arquitetura dessa fragrância extremamente romântica e cálida. Creio que foi reformulado, mas ainda assim encanta. Curioso é que você não consegue sentir notas de topo, coração ou fundo. Ele vem todo pronto, como um beijo de surpresa!

    ResponderExcluir
  6. Yvan!Eu costumo falar que Sophia Grojsman é minha fada madrinha! Os perfumes dela são sempre os melhores: Bvlgari femme, Eternity, White Diamonds, Sun, Moon , Stars, Tresor, Paris, Parisienne e os que prometem ser maravilhosos: Tentations, Yvresse, Sotto Voce , Volupte, Kashaya, ...Ela é genial.

    Tresor está entre meus perfumes preferidos sempre, fico chocada omo aquilo existe e pode ser criado, uma maravilha. Pena que não sei descrever notas mas toda vez que gosto muito de um perfume , procuro pesquisar as notas. Pêssego, Tuberosa e Ameixa quase sempre estão presentes nos meus perfumes prediletos.
    Tresór tem pêssego na saída e nas notas de base, e eu sinto algo levemente terroso na saída que é encoberto pela alma oriental dele. Um perfume muito forte, de personalidade. Isso acontece com o estupendo Vendetta.
    Ah, o Floratta in Gold foi inspirado nele e há tempos acho de longe, o melhor do Boticário na atualidade. Que não descontinuem ele senão morro mais um pouco.
    A diferença do Tresór e do Floratta in Gold é que este último tem aquela base comum a todos Florattas, ou seja, um cheiro de sabão em pó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pude comprovar sua impressão sobre a base com um cheirinho de sabão em pó, mas com exceção do Gold que ficou com um final de tabaco/alcatrão em mim(e na minha cunhada e mãe dela, que elas não saibam,rs) os outros Florattas pra mim estão aprovados!

      Excluir
  7. Adorei o sabão em pó! Muito bom!

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...