quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Alecrim

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo ocorrendo dos 0 a 1500 m de altitude, preferencialmente em solos de origem calcária. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.
Como qualquer outro nome vernáculo, o nome alecrim é por vezes usado para referir outras espécies, nomeadamente o rosmaninho, que possui exactamente o étimo rosmarinus.[1] No entanto estas espécies de plantas, alecrim e rosmaninho, pertencem a dois géneros distintos, Rosmarinus e Lavandula, respectivamente, e as suas morfologias denotam diferenças entre as duas espécies, em particular, a forma, coloração e inserção da flor. WP
Na perfumaria, o alecrim é utilizado em composições masculinas, principalmente. .
Contém tanino, óleo essencial, pineno, cânfora e outros princípios ativos que lhe conferem propriedades excitantes, tônicas e estimulantes. Comum em fragrâncias masculinas da família fougere aromático, cítrico aromático e aromático tônico. Alguns exemplos: Cool Water by Davidoff, Eau Sauvage by Dior, Higher Dior, Tsar by Van Cleef & Arpels, D & G by Dolce & Gabbana.

Azzura

Trata-se de um perfume despretencioso. Da famosa grife masculina Azzaro, pertence à família dos florais-frutais e é indicado a mulheres. É uma fragrância que envolve o ambiente e transmite luminosidade e energia. Contém bergamota, jasmim, rosa, violeta e o fundo é de cedro (característica de alguns perfumes da marca). Azzura propõe a comunhão entre o céu e a terra. Inspirado no Mediterrâneo, é o perfume perfeito para quem quer transmitir serenidade, equilíbrio e alegria.
Sua cor diz muito a respeito do seu conteúdo e efeito: realmente alaranjado, luminoso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...