domingo, 1 de agosto de 2010

CHEIRO DE AVON?


Você já ouviu alguém dizer, após aspirar um perfume famoso, renomado, a frase: "Nossa! 
Que cheiro de Avon!"? Pois é. Eu já ouvi muito. Aliás, ouço sempre. Mas há um equívoco nessa questão. Não é cheiro de Avon, pra começar. Acontece que a Avon criou, em décadas anteriores, alguns perfumes (Charisma - 1973 e Toque de Amor - 1977) inspirados em clássicos da perfumaria mundial, como Chanel 5 (1921), por exemplo. Após Chanel 5, uma avalanche de fragrâncias florais aldeídos começou a invadir o mercado. Marcaram uma época. São fragrâncias sofisticadas e eternas. Acontece que tiveram seu apogeu em épocas passadas, como nas décadas de 70 e 80, por exemplo. Depois surgem os orientais, adicionando notas mais picantes à fórmula já consagrada dos florais (a rosa era o principal ingrediente). Outra avalanche de perfumes inundou o mercado (Tabu, Opium, Coco by Chanel, etc). Hoje a perfumaria tem muitas outras opções de fragrâncias e famílias olfativas, mas o cheiro de "vó", como muitos dizem, permanece como marco na história da perfumaria. Portanto, lembrem-se: Não é cheiro de Avon. É cheiro de uma das tantas tendências da perfumaria de épocas passadas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...