terça-feira, 27 de julho de 2010

CHEIRO DE QUÊ???

Vamos compartilhar alguns depoimentos a respeito das lembranças mais curiosas que os perfumes podem "evocar". Um amigo meu já disse que um determinado perfume o fazia lembrar de tijolo molhado. É mole? Outros, para ele, têm cheiro de plástico novo. É o caso do masculino Diesel Zero Plus. Eu confesso que muitos perfumes produzem relações comparativas bem estranhas em meu cérebro. E vocês? Que tal contar alguma impressão estranha desse tipo?

Perfumes Orientais

Estão entre os campeões no quesito "sedução". São composições quentes, com base em especiarias, como cravo, canela, pimenta, noz moscada, cominho e outras. Indicados para a noite ou dias mais frios, têm, geralmente, ótima fixação. Introduzida no início do século XX, essa família olfativa teve seu apogeu nos anos 80. O principal perfume desse grupo é o poderoso e polêmico Opium by Yves Saint Laurent. Sua composição oriental especiarada, com notas de tangerina, bergamota, ameixa, coentro, cravo-da-índia, jasmim, baunilha, madeira de cedro e sândalo é uma arma para mulheres misteriosas, sensuais e extremamente femininas.
Entre os masculinos, a combinação fougère oriental também é bastante comum: fragrâncias à base de lavanda e madeiras sofrem adição de notas mais densas, mais picantes, a fim de tornarem-se, além de revigorantes, sedutoras.
Atualmente, fazem parte desse grupo também os perfumes da sub-família gourmand, em que as notas orientais combinam-se com odores frutais e gulosos para criarem verdadeiras delícias.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...