sábado, 18 de dezembro de 2010

Cafezal em Flor

Se vocês ainda não sentiram o aroma intenso e adocicado das flores dos cafezais, estão perdendo um experência deliciosa. Os arbustos ficam brancos de flor e exalam um odor muito intenso, parecido com o de jasmim. O cheiro invade a gente. Pela manhã, principalmente. Quando sinto, lembro-me da infância imediatamente, já que cresci entre os cafezais. Traz também o requinte de épocas anteriores, até épocas que não vivi, quando o café, mais que hoje, era símbolo de poder. Há um perfume, Fleur du Male by Jean Paul Gautier, que me traz essa mesma impressão.

4 comentários :

  1. Gostei muito deste post, principalmente quando você menciona o fato de se lembrar de tempos que não viveu.As vezes sentimos cheiros que nos lembram algo, lugares e até pessoas que não sabemos de onde são e se realmente estivemos perto, engraçado isso né (rsrsrs)Parece coisa de doido, mais quem nunca sentiu o cheiro de algum perfume e ficou se perguntando: sei que conheço esse cheiro, mais de onde?

    ResponderExcluir
  2. Perfeito. É isso mesmo. Uma sensação estranha, né?

    ResponderExcluir
  3. Hum, por isso que tem perfumes que se chamam Café ou Coffee como queiram, mas não se referem ao café torrado/coado mas a fruta ou a flor do café, certo? Tem até blogueiro que teve a mesma decepcão que eu: esperava alguma cousa do café torrado/coado e na verdade, pode ser isso, né?

    ResponderExcluir
  4. Na verdade, quando dizem que o perfume contém "café" não se referem às flores, mas às notas de torrefação, obtidas de maneira sintética, geralmente. Talvez vc não tenha percebido devido à complexa composição que cerca essas notas. Além do "café", entram notas aromáticas herbais, flores, especiarias, etc.

    ResponderExcluir

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...