quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Alecrim

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo ocorrendo dos 0 a 1500 m de altitude, preferencialmente em solos de origem calcária. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.
Como qualquer outro nome vernáculo, o nome alecrim é por vezes usado para referir outras espécies, nomeadamente o rosmaninho, que possui exactamente o étimo rosmarinus.[1] No entanto estas espécies de plantas, alecrim e rosmaninho, pertencem a dois géneros distintos, Rosmarinus e Lavandula, respectivamente, e as suas morfologias denotam diferenças entre as duas espécies, em particular, a forma, coloração e inserção da flor. WP
Na perfumaria, o alecrim é utilizado em composições masculinas, principalmente. .
Contém tanino, óleo essencial, pineno, cânfora e outros princípios ativos que lhe conferem propriedades excitantes, tônicas e estimulantes. Comum em fragrâncias masculinas da família fougere aromático, cítrico aromático e aromático tônico. Alguns exemplos: Cool Water by Davidoff, Eau Sauvage by Dior, Higher Dior, Tsar by Van Cleef & Arpels, D & G by Dolce & Gabbana.

Azzura

Trata-se de um perfume despretencioso. Da famosa grife masculina Azzaro, pertence à família dos florais-frutais e é indicado a mulheres. É uma fragrância que envolve o ambiente e transmite luminosidade e energia. Contém bergamota, jasmim, rosa, violeta e o fundo é de cedro (característica de alguns perfumes da marca). Azzura propõe a comunhão entre o céu e a terra. Inspirado no Mediterrâneo, é o perfume perfeito para quem quer transmitir serenidade, equilíbrio e alegria.
Sua cor diz muito a respeito do seu conteúdo e efeito: realmente alaranjado, luminoso.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Innamorata

A empresa "O Boticário", no meu ver, tem perdido muito em termos de originalidade. Como já disse anteriormente, quase todas as melhores fragrâncias foram retiradas do mercado. Mas há ainda aqueles perfumes que conservam o cheirinho de O Boticário, os tempos áureos. Um deles é o consagrado Innamorata. Uma colônia levíssima, com baixo poder de fixação, mas deliciosa. Composta por flores brancas, como jasmim, lírio e tuberosa, é uma fragrância romântica e nem um pouco apelativa. É leve e refrescante e as notas de fundo são sutilmente cálidas, graças ao musk e ao sândalo. Mas o melhor são as notas de saída: camomila, narciso e cássia se combinam com acordes frutais, criando uma atmosfera rosada, mágica. É um perfume retrô, pouco conhecido pelas novas gerações, mas muito apreciado por quem teve seu auge nos anos 80.

Gucci Eau de Parfum


Aí está um dos perfumes mais "classudos" que conheço. Também o perfume mais coerente com frasco em que se apresenta: sofisticado e requintado. Gucci foi criado em 2002. Encarna o luxo, a elegância e a sensualidade. Pertence à família dos orientais. Como diz Renata Ashcar, "é um clássico contemporâneo" e merece nossa admiração. As notas de saída são de flor de laranjeira, cominho e tomilho. Logo depois vem a íris e o cedro. O fundo fica por conta da baunilha e do musk. Gucci é um perfume quente, voluptuoso. Para mulheres com M maiúsculo. Um perfume que define perfeitamente a mulher que exerce com discrição e plenitude sua feminilidade. Nada adolescente, nada imaturo. Um perfume para a mulher consciente de si. O frasco é outro espetáculo: lembrando as garrafas de conhaque ou whisk usadas para servir os convidados nas residências mais luxuosas... Vale a pena experimentar essa joia.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Rosa: Rainha entre as Flores

A rosa está entre as principais matérias-primas para a criação de perfumes femininos. Ao lado do jasmim e da lavanda, é considerada o carro-chefe da perfumaria mundial. A França, a Itália, o Marrocos, a Bulgária e a Turquia são as maiores produtoras. Há campos dessas flores cultivados exclusivamente para grandes grifes, como na cidade de Grasse - França - em que grande parte da produção é destinada às poderosas Chanel, Cacharel e Nina Ricci. Os perfumes contendo rosas são, geralmente, românticos. 
Entre os tipos de rosas mais cultivadas para a perfumaria estão a Rosa Damasceno e a Rosa Centifolia, que ainda conservam o poder desse perfume, diferentemente de outras híbridas que, em função da busca por tamanhos e cores variadas, têm perdido seu valioso aroma.
Ícones da perfumaria como Chanel 05, Opium, J'adore, Trésor, Shalimar e Femme de Rochas contêm esse insubstituível ingrediente. A chamada Rosa de Maio é também muito utilizada na perfumaria.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cervo Almiscareiro


Pois é, gente: depois de descobrirem que até "vômito" de baleia é ingrediente para perfumes sofisticadíssimos, não vão estranhar mais esta: a conhecida essência "musk" ou "almíscar" é derivada de um ruminante de nome "cervo almiscareiro" pertencente ao gênero Moschus. Moschus Moschiferus, nativo da Índia e da China. É um animal semelhante ao cabrito montês, agressivo e solitário. Sua caça é proibida. É por isso que dizemos que a tecnologia também trabalha em função da natureza. Hoje a indústria química conseguiu sintetizar esse odor e não são mais necessários os animais para se conseguir tão quente e sedutora essência. Antes eram mortos 20 cervos para se conseguir as bolsas glandulares desses animais e se fazerem apenas 454 gramas (gramas) de Almíscar. O que não se faz para se ter um pouco de luxo, né, gente? Portanto, evitem consumir perfumes se souberem que contêm a essência natural de almíscar.

Bom é saber que, além da essência sintética criada em laboratório, há também plantas com odor semelhante já usadas na perfumaria, o que acaba portegendo esses animais.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Cafezal em Flor

Se vocês ainda não sentiram o aroma intenso e adocicado das flores dos cafezais, estão perdendo um experência deliciosa. Os arbustos ficam brancos de flor e exalam um odor muito intenso, parecido com o de jasmim. O cheiro invade a gente. Pela manhã, principalmente. Quando sinto, lembro-me da infância imediatamente, já que cresci entre os cafezais. Traz também o requinte de épocas anteriores, até épocas que não vivi, quando o café, mais que hoje, era símbolo de poder. Há um perfume, Fleur du Male by Jean Paul Gautier, que me traz essa mesma impressão.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Cheiro de Cica

No verão, há uma planta que exala um odor muito forte e que caracteriza a estação em muitas regiões brasileiras. Trata-se de uma espécie de palmeira (ou pelo menos parecida) de nome científico Cycas revoluta, popularmente conhecida como cica, sagu ou palmeira-sagu. É originária do Japão / Indonésia. O odor que essa planta exala no verão lembra algo verde e quase sufocante (semelhante ao cheiro da poeira). Isso pode soar estranho (cheiro de poeira num blog sobre perfumes?), entretanto muitos odores pitorescos, quando bem combinados, podem dar origem a maravilhosas fragrâncias, de extremo bom gosto. Que tal prestar atenção ao andar pelas ruas? É uma planta muito presente em jardins urbanos, contemporâneos e que merece nosso interesse.
Vá lá! Experimente! Sinta o cheiro do verão!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Publicidade e Arte

A delicadeza, a perspicácia, a sensibilidade e a beleza de algumas publicidades transformam-nas em verdadeiras obras de arte, verdadeiras poesias! Vejam as duas que selecionei para hoje: Egoiste Platinum by Chanel e Kenzo pour Home: de tirar o chapéu!






Notem as belezas tão distintas que essas imagens expressam: no primeiro caso, o homem que luta com a própria sombra a qual sucumbe a um golpe certeiro, deixando cair de suas mãos o frasco do perfume anunciado. Agressiva. Sensual. No segundo caso, um homem, o mar o céu e a sintonia perfeita. Difícil ser mais harmônico, né? Sutil, belíssima!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Platinum Egoïste


Da consagrada Chanel, uma fragrância sutil e muito elegante. Da família floral amadeirada, Platinum Egoïste é indicado para o dia e para a noite. Revitalizante. As notas amadeiradas garantem a sobriedade da fragrância. Transmite juventude, energia e bom gosto. Além disso, é um perfume com excelente fixação. Com notas de saída muito aromáticas, graças ao alecrim, lavanda e folhas de laranjeira, evolui para um corpo levemente floral, contendo gerânio e flores de laranjeira. A base contém musgo de carvalho, sândalo, vetiver, cedro, almíscar e âmbar.
Platinum Egoiste obtém nas notas iniciais um efeito metálico, como se observa em poucos.
Mais uma vez, a poderosa Chanel surpreende pelo encantamento.
Excelente perfume!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Jazz

Jazz é uma composição digna da marca que carrega. Não é tão complexa. É, sim, extremamente harmoniosa. Um perfume amadeirado com forte potencial aromático, graças ao anis e ao manjericão. Esses dois elementos, somados aos acordes de madeiras e de canela, são a alma dessa fragrância: surge explosivo e fresco, devido à presença dos cítricos, do manjericão e da sálvia e depois estimulante e, com as notas mais densas e adocicadas do anis e da canela, sofisticado. Também contém gerânio. Suas notas de fundo são de sândalo, âmbar e couro. Um perfume cotidiano e, ao mesmo tempo, sui generis. Para o homem moderno, mas que mantém alguns traços clássicos. Para quem é cult naturalmente, sem apelação. 
Seu frasco, hoje reformulado, ainda mantém a ideia do preto e branco, inspirada nas teclas de um piano. 
Hoje já é raridade.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Parisienne

Como amante e crítico dessa arte, confesso que, ao provar essa fragrância, criei uma expectativa típica de quem conhece a marca e já espera um espetáculo de perfume. Mas não foi bem assim: Parisienne é uma composição floral/frutal com notas amadeiradas bem agradáveis, mas que são percebidas apenas por alguns instantes. Fica na pele um floral fresco e moderno com base aveludada. Bom perfume, mas pouco criativo. Muito comum, em se tratanto de Yves Saint Laurent.
Há os que digam que a fragrância não causou comoção entre os usuários mais exigentes no mundo todo e deverá ser descontinuada.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Cheiro de quê???

Falemos a verdade: há perfumes que têm cheiro de muita coisa inusitada, menos de perfume. Já ouvi depoimentos bem engraçados. Uma vez me disseram perceber cheiro de plástico novo em Diesel 0 Plus. Já ouvi relato de que Dimitri tem cheiro de tijolo molhado (é mole?). E houve quem dissesse que já sentiu cheiro de poeira, chiclete mascado e até cheiro de boca (como assim????) ao aspirar um perfume. Mas a última me deixou pasmo. Sabe aquele perfume maravilho da Givenchy, Ysatis? Pois é: apresentei a uma cliente que me disse perceber um cheiro parecido com "urina de gato" (Ah... Para tudo!!! Aí já é sacanagem!!!) Bom... Tive que me conformar, afinal são as nossas impressões. O que se há de fazer?
E você? Conte-nos alguma experiência do tipo e aumente a nossa lista de esquisitices (rsrsrs). Beijo grande!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...