quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Jasmim

Seu aroma é adocicado e profundo, porém não intoxicante, como a dama-da-noite, por exemplo, e é juntamente com a lavanda e a rosa um dos aromas pilares da perfumaria.
Consta na obra "O Segredo de Chanel 5" que o aroma do jasmim, até os anos 20, fora considerado subversivo, o preferido das mulheres de "vida fácil", das animadoras de casas noturnas, que serviam de prazer os homens sedentos nos bordéis...
Hoje, graças também a Gabriele Chanel, que desconstruiu uma gama de conceitos equivocados sobre o comportamento e a moda feminina, o jasmim é a flor queridinha da perfumaria, mais que a rosa, seguramente.
Participa de criações muito femininas e delicadas, ou de perfumes mais orientais e contundentes. Pode ser símbolo virginal ou obsceno, e também ocorre em fragrâncias masculinas, dando o toque delicado aos acordes às vezes amargos de ervas e madeiras. Estima-se que sejam necessárias mais de 10.000 flores para se obter 1kg de essência. A maior produtora de jasmins do mundo é a Índia, mas a China sempre foi uma grande produtora dessa delicada flor. Há varios tipos de jasmim. Entre eles está o jasmim sambac, muito apreciado pela perfumaria e jasmim-estrela, muito cultivado no Brasil.
Dentre os perfumes Chanel, por exemplo, contendo esse aroma, estão Chanel nº 05, Coco Chanel, Allure e até o masculino Antaeus.
Merecem destaque o magnífico Jasmim Noir, de Bvlgari, Cabochard, de Grés, J'Adore, de Dior, entre tantos outros perfumes inspirados nas flores brancas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Participe deste blog. Vamos trocar experiências olfativas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...