sexta-feira, 28 de maio de 2010

Calandre

Criado nos anos 60, marca o retorno dos perfumes florais à moda. Entretanto "Calandre" é mais que um perfume floral. Pra começar é um aldeído, ou seja, tem suas notas florais intensificadas por aditivo químico, o que lhe confere um toque de requinte, sofisticação. Além disso, na pele, Calandre é insinuante. Um cheiro metálico e, ao mesmo tempo, "talcado", confere a essa fragrância um odor muito caracterísitico, único.
A composição atemporal e refinada, abre com notas verdes, aldeídas e de bergamota, seguindo com um coração à base de rosas brancas, gerânios, jacinto e lírio do vale. A base é amadeirada e atalcada com acordes intensos de almíscar, sândalo, âmbar, musgo e vetiver.O frasco, em vidro e metal, foi inspirado no edifício das Nações Unidas, em Nova York. Com um design de linhas puras e arquitetônicas fiéis ao espírito visionário de Paco Rabanne, continua a fascinar pela beleza de sua concepção. Calandre é, sem dúvida, um dos marcos da perfumaria mundial.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Perfumes Florais


Uma das famílias mais importantes e mais antigas. Tem como carro-chefe o jasmim e a rosa. Ainda temos exemplos de flores mais raras como a tuberosa que compõe fragrâncias muito requintadas e de preço bem elevado. Antigamente, os perfumes florais eram criados com base em um único odor. Eram os chamados uniflores. Com o tempo, as fragrâncias florais foram se tornando mais arrojadas, mais complexas, formando o que hoje se chama "bouquet", ou seja, um misto de odores florais com alto potencial aromático e inebriante. Entretanto, cabe lembrar que no complexo floral de um perfume sempre haverá uma flor em destaque: jasmim, rosas, violetas, lírios etc. São exemplos dessa família os famosíssimos ETERNITY by Kalvin Klein, MIRACLE by Lancôme, AMARIGE by Givenchy, ANAIS ANAIS by Cacharrel, entre outros. É conveniente saber que esta é a mais romântica das famílias olfativas.

sábado, 22 de maio de 2010

Perfumes Aquáticos

Considero essa família de perfumes tão necessária quanto aquela calça jeans pra toda as horas ou aquele vestido preto básico que as mulheres dizem ter sempre à mão. Não que sejam perfumes menos elaborados, mas sim adequados a muitas situações. Lembro-me que conheci uma fragrância chamada DUENDE, de J. Del Pozo. Era uma miniatura. Achei aquilo muito interessante. Era um frescor acompanhado de notas florais que davam uma sensação de profundo bem estar e limpeza. Um cheiro limpo, aberto. Delicioso. Logo comprei um frasco grande. Depois conheci ACQUA DI GIÓ, que me deixou intrigado pelas notas que compunham o corpo da fragrância. Era diferente de tudo o que eu já havia sentido num perfume até então. Ficava na pele um cheiro fresco e visceral, lembrando-me o cheiro do ovo in natura, mas, claro, sem a parte repulsiva que esse odor pode causar em alguns. Sempre gostei de cheiros intrigantes. Hoje já me habituei com ele. A família dos aquáticos ou ozônicos (alguns especialistas separam-nas) evoca odores semelhantes ao da chuva ou da brisa marinha. Há aqueles que nos trazem o frescor do melão ou da melancia. São muito práticos, pois podem ser usados durante o dia, inclusive pela manhã, ou à noite (nesse caso, com alguns ingredientes a mais, como arranjos florais, por exemplo). Vale a pena ter um perfume desses na prateleira.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

A família Fougère


Antigamente era inconcebível para um homem usar perfumes. Para que ficassem com um bom odor, era comum usarem um lenço embebido em lavanda no bolso. Mais tarde, passou-se a incorporar outros elementos à base de lavanda, como cítricos. Fougère quer dizer Samambaia, ou seja, uma planta que não tem cheiro. Mera alusão à ideia de vida selvagem ou aventureira. As notas Fougère são baseadas em um acorde ou combinação de ingredientes. Esse tipo de fragrância é fresca, combinando notas cítricas, verdes, herbais, gerânio e lavanda. A família Fougére evoluiu nos últimos anos com novos acordes frescos utilizando notas florais, frutais e verdes. A percepção geral é limpa, vibrante, natural e fresca. Estes novos acordes são também incomuns devido a permanência do seu frescor durante todo o uso da fragrância. É a mais expressiva dentro das famílias masculinas, e com o maior número de lançamentos. Um dos perfumes mais famosos pertencentes a essa família é o poderoso AZZARO. Classificado como fougère aromático, é um perfume de personalidade. As notas de saída são irrestíveis e as de fundo requintadas e persistentes.

Como classificar um perfume?


Aí está uma tarefa bastante complicada. Claro que, a grosso modo, pode-se dizer,de forma leiga, mas às vezes acertiva, que determinada fragrância é cítrica, amadeirada, floral, etc. Acontece que raramente um perfume se enquadra em uma família, apenas. A grande sacada da perfumaria mundial é, exatamente, criar combinações inusitadas, misturando as essências até se conseguir um perfume que não pode ser classificado tão displicentemente. As principais famílias olfativas são:

1- Amadeirado
2- Fougére
3- Oriental
4- Cítrico
5- Floral
6- Frutal
7- Chipre
8- Ozônico ou Aquático
9- Gourmand

E as combinações:

1- Cítrico-Floral
2- Cítrico-Amadeirado
3- Floral-Oriental
4- Chipre-Floral
5- Fougére-Amadeirado
Etc Etc Etc

Verifiquem no marcador "Famílias Olfativas" a descrição de cada uma delas.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Odores Exóticos

Você sabia que algumas fragrâncias contêm odores nada convencionais para um perfume? Folhas do tomateiro, coentro, manjericão, noz moscada, estragão, gergelim são alguns dos curiosos exemplos.


FOLHAS DO TOMATEIRO




COENTRO




MANJERICÃO

Dolce & Gabanna


Há aqueles que amam o já consagrado Dolce & Gabbana e há aqueles que o detestam. Isso acontece, provavelmente, porque, na época do seu lançamento, virou uma febre (assim como Poison by Dior). Todo mundo usava (o original e o falsificado que se encontrava em qualquer esquina). Acabaram vulgarizando o perfume. Outra coisa: Dolce & Gabbana faz parte da família de perfumes que contêm aldeídos, ou seja, um componente químico que ressalta os odores florais e torna o perfume bem persistente (inesquecível). Mas, convenhamos, é uma obra de arte!

Trata-se de uma fragrância ricamente floral: jasmim, rosas, flores de laranjeira, frésias e cravos. Tudo isso muito bem arranjado e arrebatado por notas generosas de aldeídos, o que transforma as diferenças num único buquê, bastante denso e fragrante. Além das flores, notas de citrinos ocorrem na fase inicial para que o efeito floral seja ainda mais expansivo e, ainda para realçar a densidade floral do perfume, notas de manjericão e coentro. Estas funcionam como um impulso, uma alavanca para que nossos sentidos não ignorem o que se prenuncia. 
Ao fundo, notas generosas de baunilha e fava-tonca conferem o dulçor, almíscares dão o tom animal e sedutor e o sândalo confere uma delicada sobriedade feminina.
No geral, o que se percebe é uma combinação floral/amadeirada/animal nada discreta e muito extravagante.
 Pode ser infalível, caso seja usado no momento certo, na dose certa.

Perfumes Matinais

Pela manhã, nossos sentidos ainda estão muito sensíveis e também aguçadíssimos. É por isso que devemos ter um certo cuidado. Não devemos abusar dos cheiros muito adocicados ou condimentados (como os orientais, por exemplo). Devemos escolher fragrâncias mais cítricas ou aquáticas (como aquelas que têm cheiro de brisa). Uma boa escolha para os homens é o tradicional ARMANI: com notas cítricas bem evidentes e uma base sutil de madeiras nobres. É um perfume que nos lembra a serra, o odor dos pinheiros... Maravilhoso! Ou também o floral aquático KENZO. Grande perfume. Cheiro de brisa e de flores requintadas. Para as mulheres, sugiro odores florais (sem notas orientais ou ambaradas). Um bom perfume para a ocasião é o famoso ETERNIT by Calvin Klein, pois, apesar de floral, é jovem e fresco, exalando um bouquet persistente, mas delicado. Também indico 212 by Carolina Herrera: floral mais intenso sem, no entanto, ser enjoativo. Caso prefira um perfume com notas mais frescas, experimente Ô by Lancôme ou ÁCQUA DI GIÓ. Maravilhosos!

sábado, 15 de maio de 2010

Perfumes masculinos no inverno.

E para os homens? Que perfume usar no inverno?
Há deliciosos aromas, extremamente sofisticados, compostos de madeiras nobres. O inverno pede um perfume amadeirado mais encorpado ou com toques orientais. Algumas dicas:



Gentleman by Givenchy - Um clássico da perfumeria. Sóbrio e sofisticado. Caracteriza um homem requintado, mais sério, com um extremo bom gosto.










Também composto de madeiras nobres, entretanto menos picante. É um perfume social, discreto, porém marcante. Outra obra-prima de características únicas.









Le Male by Jean Paul Gautier - Aqui já se insinua um homem moderno, despido de preconceitos. Trata-se de um fougere oriental, contrastando lavanda com madeiras nobres. Uma obra-prima.









Assim como Le Male, é um perfume ousado e bastante sensual. Tem notas adocicadas e, apesar de não pertencer à família gourmet, apresenta-se com notas que despertam a gula, a vontade de "lamber".

As experiências olfativas e o perfume


Acredito que todos já tenham se surpreendido com um perfume que os tenha levado diretamente a alguma cena do seu passado. Não estou falando da lembrança do próprio perfume, mas sim de alguma cena aparentemente não relacionada à fragrância. No meu caso, o cheiro das goiabas e da tangerina: caramba! Sempre que sinto esses aromas, parece que viajo no tempo. Toda a minha infância emerge tão viva... E há perfumes que conseguem concentrar esses odores. No meu caso, Armani (Que me traz o cheiro das frutas cítricas) e Burberry (Que me traz um cheiro de frutas doces). É viagem imediata.

E com você? Conte-nos das imagens ou memórias que os perfumes despertam.

Chanel nº19


Recentemente tive acesso a um dos cheiros mais sublimes que já senti (e olha que já experimentei muitos perfumes)! Chanel 19 não tem a mesma fama que o seu irmãozinho Chanel 05, considerado o melhor perfume do mundo. No entanto conseguiu despertar uma sensação de conforto e requinte que até então, nesse grau, não conhecia. Lançado em 1971, carrega em seu nome a data de nascimento de Coco Chanel. Foi criado especialmente para ela, mas até hoje mantém um público extremamente fiel. É um perfume de características únicas: um aroma delicadamente floral, com o mais que feminino odor de rosas, em harmonia com ricas notas verdes. O fundo é levemente amadeirado, cálido e seco, graças ao vetiver e ao sândalo. Também contém musgo de carvalho. Espirituoso e muito feminino, é uma criação respeitável.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Que perfume usar no inverno?

O inverno pede cheiros mais adocicados ou mais contrastantes como os orientais e os da família chipre. Os orientais são doces e envolventes. Contam com ricas harmonias de flores e especiarias (como cravo, canela, pimenta e até noz moscada). Já os chipre revelam maravilhosos contrastes do cítrico com o musgo, criando uma atmosfera cálida e sofisticada (alguns contam com notas olfativas de origem animal).







Algumas dicas:



Ysatis by Givenchy; Hypnotic by Dior; Paloma Picasso; Opium by Yves Saint Laurent; Angel by Thierry Mugler.




quarta-feira, 12 de maio de 2010

...E que venham os odores!

Oi, amigos!

Nosso blog está começando... Aqui vocês lerão belos relatos de impressões olfativas captadas pela curiosidade e sensibilidade de um apaixonado por perfumes. Também conhecerão grandes obras. Terão acesso às histórias das obras-primas, além de dicas bem legais sobre a escolha e o uso de um bom perfume. Conto com o apoio de todos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...